sexta-feira, 28 de junho de 2013

PORQUE VOCÊ VEM PARA A IGREJA? (Sermão pregado no dia 16.06.2013 na ACEV Patos)


Meu irmão / minha irmã – porque você veio para esta igreja nesta noite e porque você participa sempre desta igreja?

Você vem por costume ou tradição de família? Digo que é melhor vir por estas razões de que não vir, mas estes não devem ser os motivos principais da nossa participação na igreja.

Você vem para a igreja para ver amigos? Para ver a galera? – Que comunhão e convívio social sadio são importantes é a verdade – mas estes também não devem ser os motivos principais de vir à igreja.

Muito menos devemos vir para a igreja para ver como fulano ou beltrana estão vestidos – ou para criticar quem afina ou desafina no louvor – ou para dar nota de 1 a 10 na mensagem – ou porque gosta do lanche na Cantina depois do culto!

Porque você vem para a igreja?

A participação na igreja é acima de tudo uma experiência espiritual – “Nesta noite feliz, neste santo lugar – eu marquei um encontro com Deus”! Ao entrar na igreja devemos tirar as sandálias dos nossos pés porque este lugar é consagrado ao Deus todo poderoso e três vezes santo!

Ao entrar na igreja devemos orar em silêncio preparando os nossos corações para adorar ao Senhor e sintonizando os nossos espíritos com o Espírito Santo de Deus! Pois não viemos para a igreja para assistir e sim de juntos oferecermos ao Deus vivo um culto – “um sacrifício vivo, santo e agradável a Deus”!

A nossa participação nas atividades da igreja em geral tem que ser uma participação de amor espiritual e Cristão – “considerando os outros superiores a se mesmo”! A nossa participação na igreja deve ser governado pela atitude de Cristo que deixou a glória do Pai e se deu por amor a nós indo até à morte da cruz para nos salvar.

Irmãos – os nossos cultos são enxutos, organizados, equilibrados em conteúdo com louvor bonito e boas mensagens Bíblicas – mas precisamos subir a temperatura espiritual um grau ou dois através da oração e a consagração das nossas vidas.

Você notou que Deus está aqui nesta noite?

Assim chego ao texto lido anteriormente no culto do livro de Miqueias capítulo 6 e verso 8. Eu sei que o Profeta Miqueias fala o que fala com uma mensagem política e social preocupado, em nome do Senhor, com os pobres oprimidos da sua época – mas vou aplicar as preocupações do profeta Miqueias nesta noite para as preocupações que temos com a nossa igreja.

Então diz Miqueias – “O que é que o Senhor exige de nós? Pratique a justiça, ame a fidelidade e ande humildemente com o seu Deus”. Vamos refletir sobre isso e aplicar isso à nossa igreja.

Se o Senhor exige que pratiquemos a justiça na sociedade em geral (como Miqueias dizia no contexto original) – sem dúvida ele exige isto de nós dentro da igreja! Mas como seria isso em termos práticos e Cristãos?

Praticar justiça na igreja tem como fonte o amor porque Deus é amor e tudo que é Cristão brota do amor divino.

A maneira que falamos uns com os outros deve ser governado por amor - e isto é praticar justiça ou se comportar de forma justa na igreja e com os irmãos.

Irmão Dedé deu um testemunho bonito no culto de quinta-feira quando ele reconheceu o poder transformador de Deus operando na sua vida, ao reagir de forma branda e mansa numa situação de trabalho, quando anteriormente ele teria explodido e agido de forma bem mais agressiva.

Por isso eu digo irmãos que o praticar da justiça brota do amor de Deus que transforma as nossas vidas – e devemos nos relacionar uns com os irmãos na justiça do amor.

Viver de forma cristã, justa, em amor, vem de um andar com Deus que nos traz constante transformação, purificação e santificação. Sem transformação de Deus a gente não vai tratar o nosso irmão de forma justa. Portanto se você não lê a Bíblia e não ora você vai regredir na vida cristã e não vai experimentar transformação.

Aí na próxima vez que você engole seu irmão ou reage de forma não cristã você vai dizer: “Ah Pastor – eu sou assim mesmo! Comigo é dando de volta com a mesma moeda que recebo! Não há freio que dê jeito na minha língua! Mexe comigo para ver! É tira e queda”!

Este tipo de atitude atrapalha e até destrói a igreja porque não é o cristianismo e sim o judaísmo com olho por olho e dente por dente! Mas Deus quer lhe transformar, meu irmão, para ser um praticante da justiça e assim somar forças na igreja do Senhor!

“O que é que o Senhor exige de nós? Pratique a justiça”!

Salmo 37:29 – “Os justos herdarão a terra”.

Mateus 13:43 – “Os justos brilharão como o sol no Reino de Deus”.

Mas voltando para Miqueias vemos que a segunda coisa que Deus exige de nós igreja é que amemos a fidelidade!

“Ame a fidelidade”, diz o Profeta Miqueias.

Ah irmãos – vamos aplicar isso a nós nesta igreja! Deus é tão fiel para conosco, mas muitas vezes a nossa fidelidade fica muito longe do seu padrão.

Fieis em oração, fieis à Palavra, fieis na plenitude do Espírito Santo, fieis no fruto do Espírito, fieis nos dons espirituais, fieis na propagação do Evangelho, fieis a Cristo, fieis ao nome da ACEV, fieis em solidariedade e lealdade para com os irmãos, fieis nos cultos, agrupes e os diversos trabalhos dos ministérios da igreja, fieis nos dízimos e ofertas – em fim - precisamos amar a fidelidade em todos os aspectos imagináveis do Reino de Deus porque queremos ser uma igreja verdadeira e autêntica do Senhor.

“Seja fiel até a morte, e te darei a coroa da vida”. (Apocalipse 2:10)

Há uma grande diferença entre cumprindo tabela e fidelidade espiritual. Cumprindo tabela é mantendo aparências enquanto fidelidade sincera é realizada num espírito de oração e compromisso com Deus. Cumprindo tabela é estar no culto com os pensamentos longes ou brincando com jogos no celular – mas fidelidade espiritual é estar num espírito de oração da primeira saudação à bênção apostólica – e cantar de coração em espírito e em verdade e tocar com vida no altar e não simplesmente como profissional!

Irmãos – vamos ser membros desta igreja que são justos e fieis – mas finalmente vamos ser isso com toda humildade!

“O que é que o Senhor exige de nós? Pratique a justiça, ame a fidelidade e ande humildemente com o seu Deus”.

Humildade é um dos ingredientes básicos e essenciais do verdadeiro Cristianismo. Jesus lavou os pés dos seus discípulos!

Meus irmãos – “somos salvos pela graça para que ninguém se glorie” – mas às vezes nem parece! Às vezes pessoas se acham tão essenciais – tão importantes – tão superiores aos outros – tão autossuficientes que Deus é perdido de vista!

Um dia o Pico do Jabre se achava - e humilhava a Pedra do Tendor – mas a noite chegou e as estrelas brilharam e o Pico do Jabre se calou!

Irmãos – como disse o Apóstolo Pedro – “Humilhem-se debaixo da poderosa mão de Deus, para que ele os exalte no tempo devido. Lancem sobre ele toda a sua ansiedade, porque ele tem cuidado de vocês”.

Agostinho disse que “foi o orgulho que transformou anjos em demônios, mas é a humildade que faz de homens anjos”!

Igreja do Senhor – vamos viver com maior justiça, fidelidade e humildade porque isto agrada a Deus. Vamos ser uma igreja que cada vez mais busca a espiritualidade e leva a sério os valores de Deus.

Vamos servir ao Senhor com maior seriedade, serenidade e compromisso de coração!

Amém.

Um comentário:

  1. Igreja ambiente Divino e Transformador dos feridos do mundo

    ResponderExcluir